O CRÉDITO DE CARBONO

COMO MOEDA DO FUTURO

O debate em torno da precificação dos gases de efeito estufa ganha força 

Os últimos meses de 2019 foram atribulados para as 20 maiores empresas globais do setor de combustíveis fósseis. Nos últimos 55 anos, elas foram responsáveis por 35% das emissões de gases do efeito estufa, o equivalente a 480 bilhões de toneladas de carbono, revelou estudo do Instituto de Responsabilidade Climática do Colorado, liderado por Richard Heede, um dos maiores especialistas do mundo no assunto. Entre as companhias, a brasileira Petrobras. O levantamento, publicado pelo jornal britânico The Guardian, teve ampla repercussão. O público, cada vez mais consciente e engajado, tem se manifestado ao lado de organizações da sociedade civil pela redução das emissões, em todos os setores econômicos e suas respectivas cadeias produtivas. Cobra, também, a implementação de políticas públicas onde elas ainda não existem.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png