NEGWix_176_14.jpg
QuintoAndar

“OUTROS VÃO TENTAR DESCONSTRUIR O QUE FIZEMOS” 

O mercado imobiliário atrai continuamente startups rápidas e vorazes. Os cofundadores do QuintoAndar acreditam ter o necessário para se manter na dianteira

Gabriel Braga já havia trabalhado com investimento em biotecnologia e reorganizado uma empresa de software; André Penha já havia criado uma companhia de games. Quando se encontraram, em 2012, pensavam em qual seria o rumo profissional a seguir. Conversaram e seguiram o roteiro que, anos depois, viraria obsessão entre empreendedores à caça de investimento: procure um grande mercado com um grande problema (ou, no jargão do momento, uma “grande dor”); crie uma solução digital e escalável; use o dinheiro dos investidores para expandir o negócio rapidamente. Muitos conhecem a fórmula, mas nem todos conseguem aplicá-la. Gabriel e André a executaram com maestria, ao localizar uma “dor” universal: a burocracia no setor imobiliário. Criaram o QuintoAndar em 2013, e hoje a empresa é avaliada em mais de US$ 5 bilhões. A prioridade é investir e acelerar – eles reconhecem que o aumento de concorrência é inevitável e precisam manter a dianteira. Com essa tática bem típica de startups, o lucro ainda não apareceu – “mas por decisão nossa”, afirma Gabriel, na entrevista a seguir. 

GloboMais.jpg

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png