O FUTURO É HORIZONTAL

Pesquisa da Tera em parceria com a agência Scoop&Co mostra como as empresas estão se adaptando às novas formas de trabalho, impostas pela transformação digital

Quando assumiu a operação brasileira da Visa, em agosto de 2016, Fernando Teles percebeu que, para alcançar os objetivos estratégicos da companhia, era preciso mudar a empresa internamente; transformar sobretudo os modelos de trabalho. Chegava ao fim uma era de 45 anos, quando a empresa americana aportou no Brasil. Um tempo marcado pelo modelo tradicional de comando, fortemente hierarquizado; com setores ensimesmados, funcionando isoladamente. Fernando abriu as portas. Instituiu uma política baseada na cooperação, com metas compartilhadas e uso da metodologia ágil. Uma forma de gestão nascida na indústria de tecnologia, em 2001, proposta por 17 desenvolvedores. O Manifesto Ágil se apoia em quatro princípios:
• Indivíduos e a interação entre eles devem se sobrepor a processos e ferramentas;
• Software em funcionamento mais do que documentação;
• Colaboração com o cliente mais do que negociações de contratos;
• Responder a mudanças mais do que apenas seguir um plano.
Hoje, segundo Fernando, a equipe da Visa é coesa, alinhada com as metas e os propósitos da empresa e disposta a ouvir e solucionar os problemas. “União e colaboração foram fundamentais para alcançarmos nosso atual cenário de trabalho e entrega”, diz o executivo. “Aqui tentamos não ter perguntas não respondidas. Não existe informação que não possa ser dividida.”

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png