VIAGEM SEGURA

Ferramenta vasculha comentários sobre motoristas e reduz em 23% os casos de assédio sexual em aplicativo de transporte

O acesso aos meios de transporte particular é uma questão de gênero no Brasil. Das quase 74 milhões de carteiras de motorista (CNH) válidas em 2019, mais de dois terços (65%) pertenciam a homens. Mesma regra vale para os aplicativos de transporte. Na empresa de tecnologia 99, por exemplo, só 5% dos motoristas são mulheres. Entre os passageiros é o contrário: 60% são mulheres, conta Pâmela Vaiano, diretora da companhia. Para garantir segurança a esse público, a empresa investe em ferramentas de inteligência artificial.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png