Hub

INOVANDO POUCO E SEM RUMO

Pesquisa mostra que a maioria das empresas brasileiras não tem uma estratégia definida para inovar

Cerca de 70% das empresas brasileiras entendem a necessidade de inovar e mantêm algum departamento ou comitê dedicado a pesquisa e desenvolvimento — mas apenas um terço delas sabe onde e quanto investir em inovação. É o que mostra um estudo da consultoria Palas, que pesquisou 60 companhias nacionais e multinacionais — metade delas de grande porte — com atuação em várias regiões do país nos setores de construção civil, finanças, energia, saúde, transporte, logística e telecomunicação. Quase dois terços (61,7%) das empresas consultadas são do setor de serviços; 31,3% são indústrias e 5% do comércio.
Daquelas com alguma estrutura de inovação, um terço tem laboratório próprio, pouco menos de um quarto mantém convênio com startups e apenas 17% possuem parceria com universidades. “As empresas que entenderam a importância de inovar passaram a se conectar com o ecossistema de startups. A inovação vem de fora para dentro”, analisa Gilberto Sarfati, da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP).

GloboMais.jpg

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png