DRONES SALVAM ELEFANTES 

Sensores e software produzem mapas de calor que identificam a presença de caçadores

As presas de elefantes, consideradas em países asiáticos um potente afrodisíaco, atingem preços estratosféricos no mercado clandestino. O quilo do produto chega a ser vendido por US$ 100 mil. Por isso, coibir o comércio de marfim e a caça aos animais sempre foi um desafio. Com o desenvolvimento da tecnologia de drones, as entidades protetoras e o governo dos países mais atingidos pela caça ilegal encontraram um aliado de peso na luta pela preservação dos elefantes. 

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png