CAFÉ MAIS SUSTENTÁVEL

Nespresso promete zerar seu impacto ambiental em dois anos

Acusadas de poluir o ambiente, as embalagens individuais de café expresso caminham para se tornar mais sustentáveis. A Nespresso anunciou que, a partir do final deste ano, 80% do alumínio das suas cápsulas de café serão de material reciclado, reduzindo em 95% a energia despendida no processo produtivo. A iniciativa faz parte de um ambicioso plano global da Nespresso: zerar até o final de 2022 o impacto ambiental em todo o ciclo de produção e consumo da sua marca de café. Toda a emissão de carbono será compensada com ações de preservação ambiental, reciclagem e mudança energética, garante o argentino Ignacio Marini, principal executivo da Nespresso no Brasil. O café que abastece a empresa vem de 110 mil fazendas em 16 países. No Brasil desde 2006, a Nespresso compra o produto in natura de mais de 1,2 mil fazendas e investe cerca de R$ 5 milhões ao ano em ações de sustentabilidade, como replantio de árvores, recuperação do solo e renovação da frota de transporte. “Passamos a incorporar carros elétricos, caminhão à base de biogás e até fazemos algumas entregas de bicicleta”, conta Marini.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png