NEGWix_176_7.jpg
Hotmart

“CONTRATAMOS 700 FUNCIONÁRIOS NESTE ANO”

Para João Pedro Resende, cofundador da plataforma de educação Hotmart, o maior desafio neste momento é não perder a chance de crescer mais 

A Hotmart, plataforma online para conteúdos de educação fundada em 2011, levou nove anos para se tornar um unicórnio, denominação dada às startups que superam o valor de mercado de US$ 1 bilhão. No início, os fundadores, João Pedro Resende e Mateus Bicalho, se limitavam a disponibilizar conteúdos em PDF, planilhas de Excel e vídeos para serem baixados pelos usuários. Com a grande aceitação, logo surgiu a ideia de criar uma plataforma para produtores de conteúdos digitais. 
O primeiro aporte, no valor de R$ 300 mil, veio oito meses após a criação da startup, obtidos num evento promovido pelo site de comparação de preços Buscapé. Desde então, o negócio não parou de crescer. São cerca de 30 milhões de usuários entre produtores, afiliados e compradores, mais de 490 mil produtos disponibilizados e vendas realizadas em 188 países. Desde 2018 a startup passou a adquirir empresas como parte do seu processo de incremento da plataforma e de expansão internacional. Está presente em oito países, entre eles Estados Unidos, Holanda, França e Reino Unido. 
O isolamento social da pandemia deu um impulso recorde à demanda pelos serviços da empresa. Em 2020, teve um crescimento de 167% em relação a 2019. Dos atuais 1,7 mil funcionários, 700 foram contratados em 2021. Confira a seguir os principais trechos da entrevista que o empreendedor concedeu a Época Negócios. 

GloboMais.jpg

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png