OK_Benchimol.jpg
Capa

“SERÁ UM PONTO DE ENCONTRO PARA APROXIMAR E INSPIRAR AS PESSOAS”

Para o empresário Guilherme Benchimol, o escritório convencional acabou – no lugar dele, entram os espaços de convivência e integração, sem presença obrigatória

A pandemia fez com que o carioca Guilherme Benchimol, presidente executivo do conselho de administração da XP, vivenciasse algo que sempre havia considerado impensável: substituir a jornada de trabalho das “8h às 20h” diariamente no escritório para trabalhar boa parte do tempo em qualquer outro lugar. O refúgio mais frequente, para ele, tem sido um sítio num condomínio em Itu, no interior de São Paulo, onde passou boa parte dos dias mais intensos da pandemia com a família – a esposa e suas três filhas, de 12, 10 e 3 anos. A experiência o levou a considerar algo que jamais havia passado pela sua cabeça: tornar a sede da empresa na avenida Brigadeiro Faria Lima um destino eventual – e opcional – para os 5 mil funcionários. Mais do que isso – anunciou a construção de um novo espaço de convivência para a equipe, em São Roque, na região da Grande São Paulo, batizado de Villa XP, com grafia italiana. O projeto, com mais de 705 mil metros quadrados, parecido com um clube de férias, com trilhas, academia e hospedagem, deverá ser inaugurado em 2022. Atualmente, 95% dos funcionários da XP trabalham remotamente – e 45% das pessoas já moram fora de São Paulo. “A gente viu que era possível ter mais resultado, mais qualidade de vida, e com isso, aparentemente, uma oportunidade de construir um novo modelo de trabalho”, diz. A seguir, os principais trechos da entrevista que Benchimol concedeu a Época Negócios.

GloboMais.jpg

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png