NEGWix_180_1.jpg
Editorial

MAIS HUMANOS

Não se mede em horas o esforço para se construir a credibilidade de um CNPJ, CPF ou ONG. Mas certamente podemos medir em segundos o tempo que leva para perder tudo o que se conquistou. Nem é necessário chegar a extremos, como matar um rio, marinar em óleo os corais e a fauna marinha, pôr fogo na Babilônia. Basta uma fala mal colocada, um post infeliz em rede social, um colaborador mal treinado, ausência de diversidade e pronto: o estrago está feito para sempre. Por tudo isso e um pouco mais, reputação se tornou um ativo extremamente caro, precioso, tema de Conselho, com impacto direto no balanço das empresas. Posicionar Época NEGÓCIOS como plataforma phygital, provedora de produtos digitais e físicos, com forte presença na comunidade de negócios, tem sido uma importante construção nos últimos anos. Com passos planejados e consistência, nossa empresa, nosso grupo, nosso time construiu uma marca editorial independente, apostando na visão de que havia espaço no mercado brasileiro para um título referência em inovação, liderança para o século 21, futuro do trabalho e ESG.
O mundo empresarial ainda é dominado por gerações que se esforçam para compreender o abcQIA+ da diversidade, embora a gestão inclusiva prove seu impacto direto em lucro, retenção de talentos, imagem e tantas outras variáveis. Sabemos que toda transição precisa ser digerida, e nos posicionamos como uma ponte para a nova ordem que se materializa. Também compartilhamos do mesmo sentimento de alguns líderes e seus RHs, de que as mudanças parecem ser lentas quando comparadas à urgência das vidas que sofrem pela negação de seus direitos.
Uma das formas que as empresas encontraram para ir além do discurso foi admitir o problema e transformá-lo em ações positivas. Algumas fizeram isso depois de manifestações públicas malsucedidas e crises de ima-gem; outras, em convocatórias públicas que incendiaram as redes com teorias de preconceito reverso. Para a Bayer, representada nesta edição, o tema virou questão de governança. Maurício Rodrigues, presidente da divisão de agronegócios para a América Latina da empresa, nos contou sua admirável história, escrita com metas e resultados impressionantes.
Sim, podemos sentir o vento da mudança, embora em muitos aspectos e setores esse ar ainda pareça brisa. É um marco simbólico e especial trazermos para o nosso público a pesquisa batizada de ÉPOCA DE INCLUSÃO, apresentando o principal e mais abrangente levantamento do país sobre diversidade nas empresas. Nosso portfólio de divulgação de pesquisas funciona como um termômetro do que acontece nas empresas e inclui o ranking Época NEGÓCIOS 360º para premiar as empresas em dimensões que transbordam os resultados financeiros, a parceria com o Great Place To Work – “for All”, como fazemos questão de acrescentar – para divulgar as melhores empresas para trabalhar, o projeto 100 Startups to Watch, em parceria com a Pequenas Empresas & Grandes Negócios, entre outros que orbitam nossas marcas de negócios.
A pesquisa que apresentamos com exclusividade é realizada anualmente pelo Instituto Ethos, com um time de parceiros experts em suas áreas de atuação: o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), da Coalizão Empresarial para Equidade Racial e de Gênero, do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, do Movimento Mulher 360 e da Rede Empresarial de Inclusão Social (Reis). Neste ano, 169 empresas participaram do levantamento, que envolveu análise quantitativa, checagem e validações.
De 2018 para cá, quando a primeira pesquisa foi realizada, muitos passos foram dados. Um dos mais recentes foi a criação do grupo Mover, aliança criada por 47 empresas que tem como meta gerar 10 mil postos de liderança para pessoas negras. O recorte envolve a paleta da diversidade que inclui mulheres, negros, LGBTI+, pessoas com deficiência, seniores, indígenas, grupos interseccionais. Envolve, sobretudo, a riqueza da natureza humana. É em busca da construção que uma sociedade mais substantiva, menos adjetivada, certamente mais humana, que convido você a se inspirar nos resultados e a fazer parte desse movimento. Agradeço especialmente à jornalista Cristiane Mano e a toda a equipe de parceiros e colaboradores pela extrema dedicação à causa e o compromisso com a excelência e credibilidade desta edição.

GloboMais.jpg

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png