UMA REFORMA BILIONÁRIA

A Loft é a mais nova e mais rápida startup brasileira a entrar para o clube dos unicórnios. Criada há apenas 16 meses, a construtech escalou ao juntar um mercado de muitas carências e ineficiências em um único (e todo decorado) pacote

Para os empreendedores Florian Hagenbuch, 32 anos, e Mate Pencz, 33, adquirir um imóvel deveria ser tão simples quanto a compra de qualquer produto personalizado. A internet traz inteligência e agilidade na decisão do preço e das preferências, enquanto as negociações certas permitem entregar uma propriedade financiada, reformada e decorada em tempo recorde. A ideia alçou voo — e de unicórnio.
Fundada em agosto de 2018, a Loft anunciou com exclusividade para Época NEGÓCIOS a captação de uma rodada série C, no valor de US$ 175 milhões. O novo aporte, liderado pelos fundos Andreessen Horowitz, Fifth Wall Ventures e Vulcan Capital, elevou a startup a uma avaliação de mercado superior a US$ 1 bilhão. Ou seja, em apenas 16 meses, a Loft entra em 2020 como o mais novo unicórnio brasileiro (11º) e o mais rápido da história do país (veja quadro na página 65). Por trás desse feito, estão fundadores jovens, mas muito experientes em negócios escaláveis, inovadores e tecnológicos; o complexo mercado de compra, reforma e venda de imóveis; e a ideia de empacotar os diversos serviços que rodeiam uma propriedade. O sucesso da Loft revela o potencial do mercado imobiliário brasileiro — um setor ainda repleto de carências e deficiências.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png