COMO A CIÊNCIA PODE SALVAR OS NEGÓCIOS

Raphael Mechoulam foi o cientista responsável por isolar o THC e o Cbd, no início dos anos 60. Hoje, ele lamenta a demora nas pesquisas clínicas dos compostos da Cannabis

Pilhas de livros, pastas e fichários fazem com que o pequeno escritório do bioquímico Raphael Mechoulam pareça ainda menor. Ele ocupa uma das salas do prédio da Escola de Farmácia, da Universidade Hebraica de Jerusalém, da qual é professor emérito e pela qual se formou em 1952. Mechoulam foi o responsável por isolar pela primeira vez, em 1964, dois dos principais componentes da Cannabis — o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD), os quais chamou de canabinoides. O professor também esteve envolvido na descoberta do sistema endocanabinoide, caracterizado pela presença de receptores de canabinoides em todo o organismo — células cerebrais, imunológicas, renais, hepáticas, ósseas, linfáticas... O achado reforçou o potencial terapêutico da Cannabis, no controle de uma série de doenças e na manutenção da saúde em geral. Sério e metódico, Mechoulam não perde a oportunidade de criticar duramente a demora nas pesquisas clínicas dos componentes da Cannabis. Nascido em Sófia, na Bulgária, Mechoulam percorre o mundo em eventos e seminários com uma energia atípica para seus 89 anos. Conhecido entre seus pares como “poderoso chefão”, ele conversou com Época NEGÓCIOS.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png