A NOVA ONDA DO INVESTIMENTO LIMPO

Como gestoras e investidores vão empurrar adiante as empresas 
retardatárias em adotar a responsabilidade ambiental

Pouco mais de um ano atrás, em setembro de 2019, 230 investidores institucionais de todo o mundo cobraram de empresas que adotem políticas de desmatamento zero na Amazônia em suas cadeias de fornecimento. Iniciativa conjunta da Ceres, coalizão de investidores e ambientalistas dos Estados Unidos, e dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI), da ONU, o documento foi assinado por grandes players, como o francês Amundi (principal fundo europeu, com € 1,4 trilhão sob gestão), as gestoras de BNP Paribas e HSBC e o fundo de pensão da Telefónica. Só duas gestoras brasileiras assinaram o manifesto.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png