O DESAFIO DAS DOENÇAS EMERGENTES

O progresso humano trouxe bem-estar, mas também mais ameaças à nossa saúde, que só podem ser combatidas com pesquisa e inovação

A humanidade progrediu significativamente nos últimos 50 anos na produção de alimentos, energia e medicamentos — sem dúvida, três das mais importantes condições para a melhoria da qualidade de vida humana. Esse progresso, sustentado pelo avanço sem precedentes da pesquisa e da inovação, propiciou aumentos de 30% a 40% na expectativa média de vida da população brasileira, atualmente próxima de 75 anos. Outras fascinantes conquistas da humanidade a serem consideradas são o acesso à informação instantânea e à mobilidade global. Entretanto, os mesmos fatores que alavancaram a produção de alimentos e energia estão intimamente relacionados a doenças emergentes no nosso tempo, provocadas pelo aumento de gases poluentes e do efeito estufa na atmosfera, pelo uso indiscriminado de defensivos agrícolas e pela pressão exercida pelas ações humanas sobre a fauna e a flora dos diversos ecossistemas.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png