A URGÊNCIA DA

MEDIAÇÃO DE

CONFLITOS EMPRESARIAIS

Em tempos de covid-19, a mediação de conflitos empresariais no Brasil revela-se premente

A pandemia tem implicado o descumprimento de inúmeros contratos empresariais, discussões sobre a aplicação de força maior, onerosidade excessiva, evento material adverso e reequilíbrio econômico-financeiro, bem como insolvências e reestruturações de empresas. Multiplicam-se disputas entre parceiros comerciais, credores e devedores, sócios, construtoras e donos de obras, empregados e empregadores, cidadãos e o Estado.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png