PIX: MUITO ALÉM DOS MEIOS DE PAGAMENTO

Em 16 de novembro poderemos usar o PIX para fazer nossos pagamentos. Mas o que isso significa? É bom? Quais os benefícios para a sociedade?

Pagar é transferir dinheiro do pagador para o recebedor. Quando só tínhamos dinheiro em espécie, pagar significava entregar um conjunto de cédulas que representasse determinado valor. Quando o dinheiro é substituído por saldo em conta bancária, a essência se mantém. No entanto, nesse caso acontece uma transferência entre as respectivas contas, pois o saldo em conta substitui o papel moeda. É a chamada “moeda escritural”. Isso é o que ocorre, por exemplo, quando você realiza uma compra com cartão de débito. O valor é transferido da sua conta para a conta do lojista, mesmo que esta esteja em um banco diferente do seu. Falamos que o dinheiro fluiu de um banco para outro pelos “trilhos dos cartões”. No caso do cartão de crédito, o processo é muito similar, mas, ao em vez de o recurso sair da sua conta bancária a cada pagamento, isso acontece apenas uma vez por mês, quando você paga a fatura do cartão. Cabe à operadora distribuir esse recurso pelos vários estabelecimentos onde você fez pagamentos ao longo deste período.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png