MUDA O CLIMA NA CASA BRANCA

Como a derrota de Trump e a vitória de Biden esquentam o debate em torno do meio ambiente. E como isso afeta o brasil

Em 4 de novembro, um dia após a eleição presidencial americana, quando ainda não se sabia quem a vencera, os Estados Unidos tornaram-se a primeira (e até agora única) nação a formalmente retirar-se do Acordo de Paris sobre mudanças climáticas.
O agora presidente eleito Joe Biden reagiu dizendo que o aquecimento global é “ameaça existencial para a humanidade” e que sua primeira ação após a posse, em 20 de janeiro de 2021, seria reverter a saída de seu país do Acordo de Paris. 
Não se sabia, então, que apesar da firme oposição do presidente Donald Trump às metas de redução de emissões de gases de efeito estufa, os EUA estavam em 2020 avançando em direção ao seu cumprimento. 

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição, acesse a Época Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
NovoLogoEpocaNegociosMar2016_Branco.png